Crianças e adolescentes aprendem a tocar pífano

Carlos Malta comandou a oficina do instrumento de sopro

Um grupo de 50 crianças e adolescentes de Rio das Ostras, com idades entre 8 e 14 anos, pôde viver uma experiência inesquecível.

Durante três horas seguidas, na manhã do sábado, dia 12, no Centro de Formação Artística, eles tiveram aula de pífano com Carlos Malta e outros talentosos instrumentistas do Pife Muderno. A cidade foi a primeira a receber o projeto “O Pife é Moderno”, que tem o objetivo de levar educação musical às cidades do interior do Estado do Rio de Janeiro. A oficina teve o apoio da Fundação Rio das Ostras de Cultura.

 Todos os alunos puderam levar para casa o pífano, instrumento rústico de sopro feito em bambu, usado durante a aula. “O pífano é uma forma muito alegre e divertida de fazer música e, no Nordeste brasileiro, é passado de pai para filho”, contou Malta na introdução da oficina.

Em seguida, Carlos Malta & Pife Muderno apresentaram alguns ritmos que combinam perfeitamente com o pífano, entre esses baião, maxixe e xote. As crianças também puderam saber um pouco sobre outros instrumentos como a zabumba, a caixa e o pandeiro tocados, respectivamente, por Durval Pereira, Oscar Bolão e Bernardo Aguiar.

Depois foi a vez dos alunos começarem a se exercitar no pífano. No início, os resultados não foram os melhores, até mesmo para quem já sabia algum instrumento. “Só está saindo vento”, disse Lawini Vieira, 14 anos, que toca violão, guitarra e teclado. Mas foi só o começo já que, após algumas instruções de Malta, todos puderam aprender a melhor forma de posicionar os lábios e direcionar o sopro. “Não imaginava que um instrumento tão simples pudesse produzir um som tão bonito”, afirmou Lawini.

 Carlos Malta também gostou do resultado apresentado pelos alunos em tão pouco tempo de aula. “A música ajuda as crianças a desenvolver o seu interior e é uma grande honra poder acender essa chama. Muitos delas nunca tinham visto o instrumento e aqui, com a demonstração feita pelo grupo, conseguiram vislumbrar até onde podem chegar. Espero voltar a Rio das Ostras no ano que vem e ver os frutos da nossa oficina”, declarou Malta.

O projeto O Pife é Moderno é uma realização da Delira Música com o patrocínio do grupo Telemar. Os instrumentos doados aos alunos foram confeccionados por João do Pife, músico e artesão pernambucano, responsável pela popularização das bandas de pífano de Caruaru.

FONTE: SECOM – PMRO.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.