Comunidade de Rocha Leão ganha Praça do Trem

A uma semana do Natal a comunidade de Rocha Leão foi presenteada pela Prefeitura de Rio das Ostras com mais um espaço de lazer, a Praça do Trem. A obra foi inaugurada pela Fundação Rio das Ostras de Cultura na última segunda-feira, dia 19, com a presença do prefeito Carlos Augusto e da população local.

O evento registrou ainda as presenças do subsecretário de Meio Ambiente do Estado, Alcebíades Sabino dos Santos, do vice-prefeito, Ronaldo Fróes, dos vereadores Orlando Ferreira Neto e Robson Carlos Gomes, da Presidente da Fundação, Mara Fróes, de secretários municipais e representantes de entidades locais.

Durante a solenidade, que contou com várias apresentações artísticas, o prefeito destacou a participação da comunidade local na inauguração da praça. “A participação da população nas conquistas do município é muito importante e com certeza a comunidade de Rocha Leão também deu uma grande contribuição para que essa praça tenha se instalado no distrito”, comentou o prefeito, destacando também o trabalho de Mara Fróes em prol da cultura do município.

PRAÇA – A Praça do Trem, com 6.500 metros quadrados, foi construída ao lado da igreja católica e conta com uma sede onde funciona um salão de exposições e cursos de artesanato, música, teatro e dança. A praça tem ainda um playground, quadra poliesportiva, academia de ginástica e um espaço cênico com palco italiano onde serão encenadas as produções da Fundação Rio das Ostras de Cultura.

Uma das principais atrações da praça é a réplica de uma locomotiva pertencente à Rede Ferroviária Federal, que foi tombada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), liberada pela instituição para venda e adquirida pela Fundação Rio das Ostras das Ostras de Cultura.

SUSTENTABILIDADE – A sede do prédio abriga ainda uma fábrica de bonecas que conta com o trabalho de artesãs de Rocha Leão. Segundo Mara Fróes, a idéia é atingir a sustentabilidade do projeto, através de vendas dos artesanatos, para que futuramente a comunidade possa assumir sozinha a Fábrica de Bonecas. “Nosso objetivo é a geração de emprego e renda. A Fundação investiu em material e capacitação dos profissionais para que futuramente eles possam tocar sozinhos esse projeto”, explicou Mara.

Para Ana Elizabete da Silva, moradora de Rocha Leão e coordenadora da Fábrica de Bonecas, o projeto veio a somar em sua renda familiar. Segundo Ana, ela estava desempregada e a Fábrica de Bonecas lhe deu a oportunidade de ter uma atividade de lazer que também gera renda. “Estou muito feliz. O projeto foi um ganho financeiro significativo para as mulheres que participam do projeto e muitas outras pessoas da comunidade estão na expectativa da ampliação dessa proposta que gerará mais emprego em Rocha Leão”, prevê Ana.

A venda dos artesanatos produzidos pela Fábrica de Bonecas é feita no próprio local, que fica aberto de terça a domingo, das 9 às 19 horas.

FONTE: SECOM – PMRO.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.