Campanha de Combate à Hanseníase mobiliza profissionais de saúde, em Rio das Ostras

Mais de 900 pessoas foram orientadas e alertadas sobre a doença

Este ano, a Campanha de Combate à Hanseníase, com o tema “Em busca da Mancha Suspeita da Hanseníase”, foi encerrada no dia 31 de janeiro. O atendimento, apesar de concentrado no Centro de Saúde da Extensão do Bosque, que é referência em diagnóstico e tratamento da doença, também mobilizou diversos profissionais nas unidades de saúde de Rio das Ostras.

Ao longo de uma semana de campanha, 925 pessoas foram orientadas e alertadas sobre o autoexame, pelo qual o paciente deve observar uma mancha na pele e a falta de sensibilidade. Vinte e um casos suspeitos foram examinados por médicos credenciados pelo Ministério da Saúde. Dois casos foram confirmados e já estão sendo acompanhados pela equipe médica do Programa de Combate à Hanseníase.
A doença se manifesta principalmente acometendo a pele e os nervos. A distribuição de remédios é gratuita e, diferentemente do que muitas pessoas pensam, não é necessário o isolamento do paciente; ao contrário, “a presença de amigos e familiares é fundamental para sua cura”, destacou a coordenadora do Programa de Combate à Hanseníase e Tuberculose em Rio das Ostras, Ivani Olivé.
TUBERCULOSE – A partir de agora, o trabalho começa a ser voltado para a campanha de combate à tuberculose. O Dia Mundial de luta contra a doença acontecerá em 24 de março. Rio das Ostras é um dos 365 municípios brasileiros com índices elevados da doença, principalmente por sua característica migratória, recebendo pessoas de várias partes do País. O atendimento para pacientes com tuberculose é feito no Centro de Saúde da Extensão do Bosque. Os profissionais de saúde estão preparados para o diagnóstico, o tratamento e a cura da doença.

FONTE:
Departamento de Jornalismo
Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.