Alunos de Rio das Ostras debatem questões ambientais em Conferência Infantojuvenil

Presente na abertura do evento, prefeito Sabino diz que ambiente é questão central nas reflexões sobre a Cidade

Um grupo de 120 alunos de Rio das Ostras participou da 3ª Conferência Municipal Infantojuvenil pelo Meio Ambiente nesta sexta-feira, 30. O prefeito Sabino esteve presente na abertura do evento no qual foram traçadas propostas de ações para fortalecer a educação ambiental, propiciando atitude responsável e comprometida da comunidade escolar com as questões socioambientais. Representando 12 unidades de ensino, os estudantes chegaram à etapa municipal depois de participarem das respectivas conferências escolares. Técnicos da Prefeitura apresentaram uma análise dos quatro elementos: Água, Ar, Terra e Fogo no planeta. As propostas aprovadas serão levadas para as etapas estadual e nacional.

“Rio das Ostras surgiu de uma vila de pescadores que tinham a natureza como garantia de sobrevivência. Iniciamos, há muitos anos, o movimento ecológico local e, mais tarde, ao assumir a administração municipal, pudemos criar leis para proteger o ambiente, garantindo a preservação de 30% dos mangues, a recuperação de restingas, entre outras medidas. Hoje compete a vocês, jovens, que são o futuro, mas também o presente do Município, apresentar propostas ambientais pensando na cidade que querem construir”, afirmou o prefeito na abertura da conferência.

Depois de lembrar o significado da palavra ambiente como referência a tudo que está ao nosso redor, Sabino apontou a necessidade de pensar na cidade como um todo, especialmente no problema da produção e destinação do lixo. “A estimativa do IBGE é que Rio das Ostras chegue a mais de 200 mil habitantes nos próximos 7 anos e essa é uma questão central nas discussões sobre o meio ambiente”, reforçou Sabino. A secretária de Educação, Andrea Machado, por sua vez, disse que a conferência é um importante momento do exercício do protagonismo para os jovens.

“Abraçamos a ideia da Conferência Infantojuvenil para o Meio Ambiente proposta pelo governo federal. Aqui nossos alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental estão tendo a oportunidade de refletir sobre os quatro elementos e apresentar projetos de escolas sustentáveis. Nossa expectativa é que essas propostas chegam à etapa nacional e, em novembro, à Conferência Nacional, em Brasília”, declarou a Secretária de Educação.

PRESENÇAS – A solenidade de abertura da Conferência Municipal contou ainda com a participação do vice-prefeito Gelson Apicelo, do presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal, vereador Aluisio Viana, e do secretário do Ambiente, Sustentabilidade, Agricultura e Pesca, Nivaldo Talon, além de gestores e técnicos das áreas educacional e ambiental.

Na programação da conferência constaram apresentações culturais, exposições de artesanato com material reciclável e palestras sobre Água, Ar, Terra e Fogo, ministradas, respectivamente, pelos servidores municipais Aladim Mendes, Renato Ferreira, Leandro Lima e Nathália Ferreira. A construção dos projetos para escolas sustentáveis e votação das propostas que serão levadas pela conferência estadual encerraram o evento.

ETAPA NACIONAL – A IV Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, que vai acontecer entre de 25 e 29 de novembro, em Brasília, é voltada para as escolas com pelo menos uma turma do 6° ao 9° ano do Ensino Fundamental, cadastradas no Censo Escolar de 2011. A adesão ao processo de Conferência é voluntária, mas só podem participar representantes de municípios que fizeram as próprias conferências municipais e marcaram presença na etapa estadual.

FONTE;
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.