Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Festival de Frutos do Mar segue até dezembro com 19 participantes

XXII edição do evento é sucesso de venda e público na primeira etapa. Atrações musicais tiveram destaque

Quem esteve durante o feriadão da Proclamação da República no Festival de Frutos do Mar de Rio das Ostras, se deparou não apenas com a boa culinária local, mas com um visual que uniu o encontro do Rio das Ostras com a praia em um pôr do sol de tirar o fôlego. O evento aberto acabou nesta segunda, 19, deixando saudades a milhares de turistas e moradores que passaram pelo local. Mas até 16 de dezembro, 19 estabelecimentos continuam servindo as receitas inéditas ao preço único de R$ 29,90.

Camarões, filé de peixe branco, sashimi, polvo, salmão, caranguejo e até drink de café estão nas receitas preparadas pelos chefs locais. Os dias e horas de atendimentos serão estabelecidos pelos participantes.

Os pratos serão julgados por técnicos, que pontuarão os três primeiros lugares.  Serão avaliados apresentação, criatividade, atendimento e paladar.

Os clientes também podem julgar as receitas. A cada prato consumido será colocado um carimbo em um passaporte e darão uma nota à receita. Após preencher e carimbar, em estabelecimentos diferentes, o público poderá depositar o cartão nas urnas instaladas nos estabelecimentos participantes. Quem votar concorrerá a sorteio de jantares para duas pessoas.

Os vencedores serão anunciados em cerimônia no dia 17 de dezembro.

PARTICIPANTES – Na segunda etapa, participarão: Restaurante e Bistrô Bartrô, Brasileirão, Carcará, Hanantake, Gotardo’s Bistrô, La Table, Mama Rosa, Mignon, Moon, Nonna Cantina, O Sirizão, Petiscos Bup, Picanha da Praia do Centro e Costazul, Provata, 5 Sentidos, Traineira, Rodízio Rico e Languagecafé.

Os pratos, ingredientes e endereços podem ser encontrados no portal da Prefeitura no linkhttps://www.riodasostras.rj.gov.br/frutosdomar/

FESTIVAL - O Festival é um dos mais importantes eventos gastronômicos da região, estando consolidado no calendário turístico de Rio das Ostras. Sua realização em novembro vem contribuir para aquecer a economia da cidade antes da chegada do verão, alta temporada na cidade.

Em 2018, o retorno do Festival para a área externa foi uma grande conquista, atendendo uma demanda antiga dos empresários e população. Boca da Barra foi escolhida para o cenário do evento devido à relação da localidade com o reduto dos pescadores e da história de Rio das Ostras.

“Este Festival é muito importante para movimentar a economia e promover a interação entre os empresários de Rio das Ostras.  Estamos empenhados para resgatar o evento externamente porque era um pedido antigo e o resultado de sucesso todos viram”, disse Aurora Siqueira, secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

NÚMEROS - Durante o feriadão com as pousadas e hotéis cheios, o Festival recebeu cerca de 10 mil pessoas nos cinco dias de evento. O sucesso no número de público fez os organizadores estenderem o evento até segunda, 19, antecedendo o feriado da Consciência Negra.

Com um faturamento de cerca de R$ 200 mil, não teve como não agradar também os expositores, que venderam mais de 7 mil pratos.

PÚBLICO – Por onde se olhava as pessoas estavam alegres. O resgate do Festival de Frutos do Mar para área externa foi motivo de elogio para turistas e moradores, que há alguns anos esperavam por isso.

“Estou surpresa com a qualidade deste Festival, que reuniu bons profissionais da gastronomia. E experimentar estas delícias com música boa de fundo com esse visual maravilhoso, realmente, não tem nada que pague”, disse a empresária Marcia Machado.

“Me lembro das primeiras edições do Festival quando a gente saía para degustar todos os pratos. Era muito bacana porque acabávamos conhecendo melhor a cozinha dos restaurantes da cidade. Agora ele voltou com muito bom gosto, tanto na decoração quanto na programação musical”, disse a professora Eliane Costa.

MÚSICA – A programação musical foi um atrativo à parte. Da MPB ao jazz, do pop ao chorinho, do rock ao soul, a variação de ritmo foi marcada pela qualidade dos músicos que se apresentaram no evento.

Tecladista da banda Jamz, Gustavo Tibi foi o destaque do primeiro dia, apresentando o melhor da música internacional. Daiana Mazza também tirou o fôlego do público apresentando-se entre as mesas, deslocando-se do palco para o chão, desenhando com o violino antigos e novos sucessos. Grupo riostrense, o Macahiba Jazz mostrou que a cidade tem boas pratas em casa.

Outros destaques foram as apresentações do saxofonista Eduardo Bruno, que chegava num barco bem no final da tarde, deixando o pôr do sol ainda mais charmoso em Boca da Barra.

OUTROS – O Festival também contemplou os artesãos locais e cervejarias artesanais, que foram sucesso de venda. A Associação de Moradores e Amigos de Boca da Barra e a Associação de Pescadores, Aquicultores e Maricultores de Boca da Barra também comercializaram boas receitas durante o evento.

 

FONTE: ASCOM - PMRO.

Imprimir Email