Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Evento em Rocha Leão marca encerramento da Semana Comemorativa da Reserva Biológica da União

A Estação Ferroviária de Rocha Leão, em Rio das Ostras, foi palco nesta quinta-feira, 31, da solenidade de encerramento da I Semana Comemorativa da Reserva Biológica da União (Rebio), do Projeto Consciência Verde, que aconteceu em comemoração a ampliação da Reserva e os 10 anos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A solenidade contou com a presença do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Alan Machado, da diretoria da Fundação Rio das Ostras de Cultural, autoridades regionais e empresários apoiadores do projeto.


Depois da apresentação do filme “Trilhas e Caminhos da Reserva Biológica da União”, as autoridades compuseram a mesa e a comunidade presente pôde participar de uma roda de conversa sobre o projeto e a Rebio.


O secretário de Turismo de Rio das Ostras, Alan Machado, se comprometeu em apoiar o projeto principalmente porque  promove ações de preservação ambiental e geração de renda, contribuindo para que a população de Rocha Leão fique na localidade. “O Consciência Verde tem também um cunho social e econômico e pode nos ajudar a fazer da Reserva e da localidade de Rocha Leão atrativos turísticos”, disse.


A Semana Comemorativa contou com várias atividades como oficina de material reciclável, visita guiada e plantio para recuperação de nascente do Sítio São Jorge e teve apoio da Prefeitura de Rio das Ostras e da Fundação de Cultura.


O objetivo do Projeto Consciência Verde é sensibilizar a população sobre a importância da preservação da natureza e de seus recursos, estreitando o relacionamento da comunidade com a Reserva, além de divulgar a trilha interpretativa do local como ponto turístico do Município. 

Criada em 22 de abril de 1998, a Reserva Biológica União, que abrange os municípios de Rio das Ostras, Casimiro de Abreu e Macaé, foi ampliada em junho de 2017 por Decreto Federal, passando de 2.548 hectares para 7.767 hectares. Deste modo, a Mata Atlântica, que é predominante na região, ficou ainda mais protegida. 

 

FONTE: ASCOM - PMRO.

Imprimir Email