Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Rio das Ostras apresenta time de Futebol de Amputados

No próximo sábado, dia 24 de fevereiro, Rio das Ostras vai conhecer, oficialmente, o primeiro time de futebol de amputados do município.

A apresentação será a partir das 16h, no campo do Sport Rio, no Jardim Campomar. O Faro – Futebol de Amputados de Rio das Ostras  tem como a finalidade reintegrar as pessoas deficientes à sociedade por meio do esporte.

 

Formado por atletas riostrenses, em sua grande maioria, o time tem como meta a participação em competições nacionais como a Copa do Brasil 2018, em abril; o Torneio Open do Nordeste, em junho; e o Campeonato Brasileiro, em setembro, além de torneios oficiais ainda a definir pela ABDF – Associação Brasileira de Desportos para Deficientes Físicos, na modalidade de Futebol de Amputados.

 

De acordo com o presidente do Faro, Angel Morote, o paraesporte tem colocado a esperança de uma vida melhor para aqueles que o praticam. “Para o Faro não há diferenças no esporte, embora haja ainda certos preconceitos por alguns que não enxergam corretamente o que é ser deficiente, seja qual for a deficiência enfrentada pelo ser humano. O futebol dos amputados cumpre seu papel, atuando na implementação de medidas que visem obter melhoria em sua condição de existência, mediante atuação esportiva junto a comunidade, família, entidades e aos poderes públicos, para ampliação da assistência, reabilitação, amparo, capacitação profissional e aproveitamento da mão de obra da pessoa com deficiência física. Assim é possível promover a sua plena integração e inclusão na sociedade”, disse o presidente que busca a parceria do poder público, empresários e da inciativa privada para patrocinar o time.

 

Promover direta e indiretamente a inserção da pessoa com deficiência física no mercado de trabalho, por meio de ações de conscientização dos administradores públicos, empresários e pessoas físicas acerca das vantagens da empregabilidade do deficiente, é outro objetivo do Faro. “Cabe ressaltar a formação e qualificação profissional das pessoas com deficiência, por meio de cursos profissionalizantes ou firmando convênios educativos com outras entidades públicas e privadas", declarou Angel Morote.

 

 

 

FORMAÇÃO - O time de Futebol de Amputados de Rio das Ostras - Faro foi fundado em 14 de abril de 2017 por deficientes físicos como grupo desportivo, sociedade civil de duração indeterminada e sem fins econômicos. Congrega número ilimitado de associados, sem distinção de origem, sexo, raça, nacionalidade, credo, idade ou opção política partidária.

 

Atualmente, o grupo conta com 22 atletas, além da comissão técnica, composta por um treinador, preparador físico e massagista.

 

Os interessados em participar, patrocinar, colaborar e ou fazer parte da instituição como do time podem entrar em contato com Ângelo, (22) 9 9920-3831(WhatsApp)

 

www.facebook.com/farofuteboldeamputados/

 

 E-mail: farofuteboldeamputadoEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

TREINOS - Os treinos- jogos são realizados nas instalações do Sport Rio Campo Society(Flamenguinho), aos sábados, às 16h30, ao lado do Supermercado Extra, e segunda, às 19h, a cada 15 dias no Clube Comary; quartas, às 19h, no Rio das Ostras Futebol Clube; quintas, no Campo de Cidade Praiana, às 19h.

 

 

 

REGRAS PARA O FUTEBOL PARA AMPUTADOS

 

- O futebol para amputados é disputado em campo de futebol society, com dimensões mínimas de 60mX38m.

 

- Cada equipe tem sete jogadores

 

- O goleiro é amputado de um dos braços

 

- Todos os atletas de linha são amputados de uma das pernas

 

- As partidas são divididas em dois tempos de 25 minutos com intervalo de 10 minutos

 

- Os técnicos podem pedir um tempo de um minuto para orientar seus atletas a cada etapa da partida

 

- A muleta não pode tocar na bola de forma intencional

 

- O goleiro não pode sair da área

 

- O tiro de meta não pode ultrapassar o meio campo

 

- O lateral é cobrado com o pé

 

- Não há limite para substituições

 

- Os jogadores substituídos podem voltar ao jogo

 

- As demais regras não diferem das utilizadas pelo futebol tradicional

 

FONTE: ASCOM - PMRO.

 

Imprimir Email