Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Escolas de Rio das Ostras usam arte e leitura para promover aprendizagem significativa

 

O caderno e o lápis agora são apenas coadjuvantes na aprendizagem dos alunos. O início do mês de novembro demonstrou exatamente isso.

No período, várias unidades escolares da Rede Municipal de Rio das Ostras realizaram a culminância de projetos desenvolvidos durante o ano letivo que envolveram alunos, pais e professores em prol de uma educação de qualidade.

 

A “Feira de Linguagens”, da Escola Municipal Professora Rosângela Duarte Faria, realizada no dia 6, evidenciou como a arte pode ser utilizada como instrumento da ‘leitura de mundo’. Diretora da unidade, Waleska Bernardes explica que as turmas de 5° ao 9° ano desenvolveram trabalhos utilizando os objetos de conhecimento adquiridos nas salas de aula como pano de fundo para a construção dos trabalhos.

 

Entre as muitas atividades, vale destacar o ‘Menu degustação’ com as poesias de Cora Coralina e Cecília Meireles. O teatro também fez parte da Feira de Linguagens com as peças autorais “Vista a minha cor, sinta a minha dor”, que abordou temáticas como bullying, preconceito e companheirismo, e “Perdidos na Lagoa”, inspirado no texto vencedor da etapa municipal da Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa na categoria Memórias Literárias, da aluna Fernanda Souza Andrade, da turma 704.

 

Na Escola Municipalizada Dom Bosco, a sexta-feira, 8, foi o dia de receber a comunidade para a Mostra de Arte “Releituras de Romero Britto”. Desenvolvida pela turma 502, da professora Rosa Caride, a exposição tinha por objetivo contribuir com a capacidade de ‘ler o mundo’ com mais sensibilidade e criatividade.

 

De acordo com o projeto que norteou o trabalho, ensinar arte na escola é importante para o desenvolvimento cognitivo dos alunos. Esse conhecimento amplia as possibilidades de compreensão do mundo e colabora para um melhor entendimento dos conteúdos relacionados a outras áreas como Matemática, Línguas, História e Geografia.

 

Segundo Marcela Souza, diretora adjunta da Escola Municipal Nilton Balthazar, um dia seria pouco para mostrar tudo o que foi desenvolvido pelas turmas de 4° ao 9° ano da unidade. Por isso a sexta-feira, 8, fechou um ciclo de atividades.  “Nossa Feira Literária deste ano quis refletir a importância dos Contos na construção da nossa história. Todas as turmas prepararam atividades de leitura, reescrita e apresentação musical de contos. Um verdadeiro encanto”, enfatizou.

 

A comunidade escolar do Âncora também pôde participar de uma festa literária e experimentar como as letras dão significado à vida. No sábado, 9, o pátio da Escola Municipal Simar Machado Sodré exibiu as produções da Mostra Literária intitulada “No tecido da Costura, a história se mistura”, que tinha como inspiração a escritora Roseana Murray.

 

Segundo a subsecretária pedagógica de Educação, Valéria Bragança, por meio da pedagogia de projetos, o professor assume um outro papel, o de ser orientador, facilitador de aprendizagens. “A metodologia é toda centrada na experiência do aluno e isso faz com que eles se motivem, estejam felizes e descubram seus talentos”, afirmou Valéria.

 

FONTE: ASCOMTI - PMRO.

Imprimir Email

Anúncios

Anúncios