Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Segurança das unidades de ensino da Rede Municipal de Rio das Ostras será reforçada

A Prefeitura de Rio das Ostras está desenvolvendo ações para garantir maior segurança das escolas, alunos e toda a comunidade da Rede Municipal de Educação.
As rondas dos bairros realizadas pela Guarda Municipal agora estão sendo direcionadas também para as unidades de ensino, durante as 24 horas do dia. Já as rondas escolares permanecem atuando nos horários das aulas.

Todas essas ações foram apresentadas nesta quarta-feira, dia 1º, para os diretores das unidades de ensino pelos secretários de Educação, Esporte e Lazer, Mauricio Henriques; e de Segurança Pública, Marcus Rezende. O prefeito Marcelino Borba também participou da reunião e falou que a prioridade da administração municipal é o bom atendimento da comunidade escolar.

“Queremos humanizar o atendimento, garantindo não apenas uma educação de qualidade, mas também o bem-estar e a segurança dos nossos alunos, responsáveis e profissionais do ensino. As comunidades de Rocha Leão, Cantagalo e Mar do Norte, que por muito tempo ficaram esquecidas, receberão atenção especial em nossa gestão”, destacou o prefeito.

Segundo o secretário de Segurança Pública, a chegada de mais 15 policiais militares em Rio das Ostras na próxima semana, graças ao convênio da Prefeitura com o Proeis – Programa Estadual de Integração na Segurança também será importante para apoiar a ronda nas escolas.

A gestão democrática da Educação, o início da construção de creches neste segundo semestre, garantindo a ampliação de vagas, e do novo prédio da Escola Fany Batista Esteves, em Nova Aliança, a atuação dos conselhos escolares e o reinício das atividades da Casa da Educação foram outros assuntos abordados durante a reunião.

“Nossa equipe vem pensando em novos projetos voltados para a qualificação continuada dos professores, os laboratórios de informática das escolas estão sendo equipados e buscamos o fortalecimento da Educação Inclusiva. Queremos dialogar de forma democrática com todos os profissionais, estimular as atividades já desenvolvidas nas unidades de ensino e assim atender melhor a demanda de aprendizado de cada aluno”, explicou Mauricio Henriques.

 

FONTE: ASCOM - PMRO.

Imprimir Email