Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Prefeitura de Rio das Ostras orienta escolas privadas sobre prevenção ao coronavírus

O prefeito Marcelino Borba e o secretário de Educação de Rio das Ostras, Mauricio Henriques, junto com uma profissional da Rede Municipal de Saúde, conversam na tarde da segunda-feira, dia 16, com responsáveis por escolas privadas da Cidade.
Participaram deste momento, marcado pelo diálogo e orientação sobre como agir com relação à pandemia de coronavírus (Covid-19), representantes de unidades de ensino que atendem à Educação Infantil e do Conselho Municipal de Educação.

Marcelino Borba lembrou que é um dever dos empresários do setor escolar atender ao decreto municipal que suspendeu as aulas em todos os segmentos de ensino por um período de 15 dias, acompanhando as diretrizes do Governo Estadual. “Vamos ter que nos adequar às medidas já estabelecidas pelo governador. Os alunos, juntos com seus responsáveis, compõem o maior grupo de circulação no Município, por isso é importante que permaneçam em casa”, destacou o prefeito.

A enfermeira Bianca Monteiro, representando a Secretaria Municipal de Saúde, explicou a alta taxa de letalidade do Covid-19 entre as pessoas mais idosas e a importância das medidas preventivas. "As normas e novas etiquetas de higiene tem que ser implantadas em locais nos quais as pessoas estejam juntas. Para os que estão com sintomas de gripe, lembramos que devem procurar a emergência apenas no caso de apresentarem dificuldade de respirar e febre alta contínua”, alertou.

“Em crianças, os sintomas ou inexistem ou acontecem de forma leve nessa faixa etária. Elas, porém, podem ser vetores da doença para os familiares. Com o isolamento, a tentativa é que consigamos absorver quem necessitar de fato de atendimento. Todos nós precisamos colaborar”, completou a enfermeira.


Conforme lembrou o secretário de Educação, todas as unidades do Sistema Municipal de Ensino, inclusive as que trabalham com alunos no horário integral, suspenderam as aulas, mas deverão cumprir os 200 dias letivos mínimos determinados pela legislação brasileira. “Estamos em diálogo aberto com todos para esclarecer e decidir juntos o novo calendário. Trabalharemos com os colegiados regulamentando ações que estejam alinhadas com a lei”, explicou Mauricio Henriques.


VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE - Desde segunda-feira, 16, todas as unidades de ensino da Rede Municipal estão passando por uma grande higienização. Com essa medida, as escolas ficam prontas não apenas para o retorno das aulas, mas também para a Campanha de Vacinação contra a Gripe que teve início antecipado para 23 de março e, para evitar aglomeração, será realizada em unidades de Saúde e de Educação.

 

FONTE: ASCOMTI - PMRO.

Imprimir Email

Anúncios

Anúncios