Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Pacientes do Programa HiperDia participam de palestra sobre fitoterápicos em Rio das Ostras

Durante encontro foram passados vários conhecimentos sobre medicina alternativa

A Administração Municipal de Rio das Ostras vem desenvolvendo várias atividades para garantir mais qualidade de vida a população. Nesta quarta-feira, a Secretaria de Saúde, por meio do Programa HiperDia, promoveu uma palestra que trouxe como tema a importância do uso de fitoterápicos na hipertensão e diabetes. Cerca de 30 pacientes do Programa participaram do encontro, que foi realizado no auditório do Sindicato dos Servidores – SindServ.

 

O Programa HiperDia conta com a parceria do Centro de Educação Ambiental de Rio das Ostras – Cedro e também do Departamento de Saúde Bucal do Município. Ministrada pelo coordenador do Cedro, Leandro de Lima, a palestra faz parte do Projeto Meio Ambiente e Saúde Popular.

 

“Estamos lançando esse projeto agora e pretendemos levar orientações a várias unidades de saúde, resgatando a fitoterapia e o conhecimento popular no tratamento de doenças. Também incentivamos a produção de hortas caseiras para que tenham mais perto as plantas medicinais que ajudam nesse processo. Nesses encontros ainda contamos com o apoio de médico, bioquímica farmacêutica e terapeuta”, informou Leandro.

 

Para a moradora do Recanto, Geralda Reis das Silva, que participa do Grupo de Diabéticos há seis meses, foi uma palestra bastante interessante. “Cheguei ao HiperDia com depressão e as reuniões me motivam muito. Acredito que esse conhecimento em medicina alternativa contribua ainda mais no tratamento da hipertensão”, acrescentou.

 

A enfermeira do Programa HiperDia, Débora Cristina Fernandes da Silva, ressaltou que os pacientes com hipertensão e diabetes estão acostumados a medicina tradicional e o conhecimento sobre fitoterápicos traz uma alternativa mais econômica e com menos efeitos colaterais.

 

“Para esses pacientes é muito interessante porque estão conhecendo coisas novas e aprendendo a utilizar melhor alimentos em chás e outras formas que podem ser importantes para o tratamento, trazendo também mais qualidade de vida para eles”, pontuou Débora, lembrando ainda que a proposta é levar esse atendimento aos Postos de Saúde e aos Centros de Referência de Assistência Social de Rio das Ostras.

 

O encontro também contou com a presença da fisioterapeuta Marcelle Cardillo; da enfermeira Suellen Sepúlveda Pinto; a técnica de enfermagem Márcia Maria da Silva Pinto (que fazem parte da equipe do HiperDia); do médico da família e homeopata Sérgio Nikutiu e do agricultor da área de alimentos orgânicos Wilson Eigi Iwasa.  

 

 

ODONTOLOGIA – O trabalho também conta com a parceria do Departamento de Saúde Bucal de Rio das Ostras, que tem intuito de buscar conhecimentos do uso alternativo de medicamentos fitoterápicos em tratamentos odontológicos.

 

 

Segundo o supervisor e cirurgião-dentista do Programa de Saúde Bucal, Thiago Vallim, na Odontologia existe uma expectativa crescente no uso dos fitoterápicos, já comercializados em diferentes formas farmacêuticas incluindo soluções, tinturas e como constituintes de dentifrícios. Tanto que há plantas medicinais com finalidades para afecções bucais com propriedades anti-inflamatórias, anti-hemorrágicas e analgésicas para o tratamento de odontalgias e de outras afecções orais, como por exemplo, o uso dos óleos essenciais do cajueiro.

 

 

“Estamos inseridos nesse projeto porque a medicina alternativa pode trazer bons resultados. E com a implantação da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS, surge também a esperança de um

 

maior investimento em pesquisas envolvendo a biodiversidade de plantas brasileiras, valorizando o conhecimento popular e motivando a industrialização de produtos naturais”, completou Vallim.

 

FONTE: ASCOM - PMRO.

Imprimir Email

Anúncios

Anúncios