Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Grupo de mulheres se forma em Minicurso de Maquiagem no Cras Norte em Rio das Ostras

Atendidas na unidade aprenderam várias técnicas durante três semanas de curso

Com mulheres mais bonitas e empoderadas – foi assim que terminou o Minicurso de Maquiagem para mulheres atendidas no Centro de Referência de Assistência Social – Cras Norte, no Cláudio Ribeiro (Âncora), nesta quarta-feira, dia 18 de setembro.

 

O minicurso de maquiagem, que teve duração de três semanas, fez mudar a visão de mundo de um grupo de mulheres do Serviço de Proteção e Atendimentos Integral à Família – Paif. Segundo a consultora de beleza, Ana Paula Gravitol, que ministrou o curso, foi um período de muito aprendizado e autoconhecimento para todas que participaram.

 

A consultora disse que a proposta inicial era passar técnicas de automaquiagem que pudessem despertar o olhar para o empreendedorismo. Mas com o tempo, percebeu que se tratava de muito mais, pois foi feito ali uma valorização da mulher. “Muitas chegaram com autoestima baixa e usaram o curso como terapia. Além das técnicas, as participantes voltaram a se admirar mais, dar importância para se cuidar e recobraram uma postura até corporal. Dar apoio a essas mulheres foi muito gratificante e enriquecedor para mim e acredito que para elas também”, ressaltou Ana.

 

Durante o curso, o grupo aprendeu técnicas de cuidados com pele, esfoliação, como usar os pincéis e outras. Para Neiviane Faria Neves, de 30 anos, que é atendida pelo Paif e está desempregada há um ano, foi uma grande experiência.

 

“A professora foi muito paciente e ensinou passo a passo. Gostei muito porque vi uma oportunidade de me profissionalizar e aperfeiçoar nesse trabalho, pois é um mercado que está crescendo. Agora já conheço as técnicas e, além disso, me sinto mais bonita e com forças para continuar”, disse a participante.

 

AUTOESTIMA - A diretora do Cras Norte, Caroline Magalhães, destacou que são mulheres em extrema vulnerabilidade social e que atividades como essa elevam muito a autoestima das usuárias.

 

“Foi uma troca muito boa, pois todas passam dificuldades e saem daqui mais fortalecidas. Foi visível a evolução de como chegaram e como tudo mudou na vida delas. Até adotaram o nome “Grupo das Poderosas” para dar continuidade aos encontros e isso só traz alegria para todos nós”, acrescentou Caroline.

 

FONTE: ASCOMTI - PMRO.

Imprimir Email

Anúncios

Anúncios