Rio das Ostras . Net



twiiter RSS FEED 2.0 facebook
303x130 painelMobile costazul area

Rio das Ostras deve ter Website disponibilizando informações sobre violência contra a mulher

Trabalho de Conclusão de Curso de um aluno da UFF pode auxiliar ainda nas ações da Polícia Militar e da Secretaria de Segurança Pública do Município

Tornar os dados sobre a violência contra a mulher, que estão disponibilizados no site do ISP - Instituto de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, mais acessíveis para a população. Esse é o objetivo do TCC - Trabalho de Conclusão de Curso do aluno de Ciências da Computação da UFF – Universidade Federal Fluminense, em Rio das Ostras, Yuri Luiz Azevedo Valicelle. O projeto desenvolvido por ele também deve servir de base de dados e ações da Secretaria de Segurança Pública do Município, por meio da Guarda Municipal, e da Polícia Militar, com atuação na 3ª Companhia do 32º Batalhão instalado em Rio das Ostras.

 

Segundo secretário de Segurança Pública de Rio das Ostras, Tenente Coronel PM Eduardo, o levantamento feito pelo estudante pode ser uma ferramenta com informações consistentes e importantes, contribuindo assim com a segurança em Rio das Ostras, auxiliando inclusive no trabalho interligado entre Polícia Militar, Polícia Civil e GM.

 

“Partindo do princípio da ideia de Cidade Inteligente, estamos pensando em instalar em nosso município um núcleo de comando e controle. Daí surgiu a ideia de levar o aluno da UFF até o CICC - Centro Integrado de Comando e Controle, na cidade do Rio de Janeiro. Desta forma, ficou melhor para ele entender a dinâmica de como as ocorrências acontecem, com ênfase à violência contra as mulheres, que é o foco principal do trabalho dele”, disse o secretário.

 

Segundo Yuri Valicelli, a proposta é a construção de um­ site disponibilizando os dados da violência contra a mulher de forma mais visual e interativa, com gráficos que mostram, por exemplo, as regiões do estado onde ocorrem mais casos ou os dias da semana em que os casos aumentam. O Trabalho de Conclusão do Curso, que começou a ser feito em março deste ano tem prazo de apresentação para final no próximo mês de julho, com data a ser confirmada pela UFF.

 

“Queremos facilitar a interpretação dos dados, onde, de forma interativa, qualquer um possa, por exemplo, posicionar o mouse em um gráfico e ter mais detalhes de sua visualização. A ideia é disponibilizar também locais próximos e apropriados para denúncias de violência, além de informar quais são os suportes que o governo dispõe para que as mulheres se protejam contra seus agressores”, disse Yuri, destacando que, em busca de dados abertos que poderiam utilizar em seu trabalho, ele encontrou a base de dados do ISP – Instituto de Segurança Pública sobre violência contra mulher.

 

 

TECNOLOGIA DE PONTA – Ligado a Secretaria de Estado de Segurança, o CICC foi inaugurado em 2013. No local, que funciona em Cidade Nova, no Rio de Janeiro, é possível acompanhar todas as ocorrências em tempo real, bem como saber qual o tipo do delito.

 

Sua concepção começou em 2008, tendo como idealizador o Coronel George Freitas de Souza, Superintendente de Comando e Controle. Juntamente com ele, outros servidores do Estado do Rio de Janeiro estiveram em várias centrais pelo mundo em busca do que havia de melhor na tecnologia ligada à área da segurança pública.

 

No CICC, o estudante da UFF foi recepcionado e orientado pelo Superintendente de Tecnologia da Informação e Comunicação, Rodrigo Xavier que apresentou os equipamentos de monitoramento e geradores de estatísticas, sendo possível entender a dinâmica de como é feita a atuação da Policia Militar do início da ocorrência, começando pelo atendimento 190, passando pelo encaminhamento e envio da viatura para o local do crime. “Outro ponto importante aqui é entender como é feita a coleta de dados para ter uma visão mais ampla possível de como atuam as instituições públicas na área da segurança, sempre de forma interativa”, disse Rodrigo Xavier.

 

Ainda esteve presente ao encontro o Coronel Márcio de Souza Magalhães – Coordenador de Operações Interagências CICC, que também foi responsável pela apresentação das instalações que abrigam os diversos órgãos de segurança, mobilidade, assistência social, entre outros.

 

FONTE: ASCOM - PMRO.

Imprimir Email